Fechar
Fechar

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: planilha da LUZ
Teste o LUZ Prime por 7 Dias e Escale sua Consultoria com Modelos

A Matriz GE-McKinsey é uma ferramenta de gerenciamento de unidades de negócio criada na década de 1970 e que continua sendo usada pelas empresas até hoje.

Carrega esse nome por ter sido desenvolvida pela consultoria McKinsey para a multinacional General Electric. Assim como a Matriz BCG, pode ser usada no processo de planejamento estratégico para facilitar a alocação de investimentos.

Ainda não usa a Matriz GE-McKinsey nos seus projetos de consultoria?

Então confira o artigo para aprender a usá-la e impressionar os seus clientes!

Matriz GE-McKinsey: para que serve e como funciona?

A partir de uma abordagem sistemática, a Matriz GE-McKinsey permite analisar as diferentes áreas, unidades de negócio e portfólio de uma organização.

E o principal objetivo é direcionar os investimentos para os lugares certos, aumentando os retornos e reduzindo os prejuízos financeiros.

Na hora de definir metas e objetivos estratégicos para o futuro da empresa, fazer esse tipo de avaliação é fundamental. Ou até mesmo na hora de pensar em possíveis caminhos para expansão e introdução de novos produtos.

Mas, então, como a metodologia funciona?

A Matriz GE-McKinsey é formada por 2 eixos:

  • atratividade da indústria: diz respeito ao desempenho de uma unidade de negócio no mercado e às expectativas para o futuro; 
  • força da unidade de negócio: indica a vantagem competitiva que as unidades têm frente ao mercado.
Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: avaliação da matriz

Para posicionar as unidades de negócio na matriz, é preciso atribuir um grau baixo, médio ou alto em relação à atratividade e à força de cada uma delas.

Com base nessa caracterização em diferentes graus, a empresa pode tomar decisões em relação aos investimentos que devem (ou não) ser feitos:

Investimento prioritário

As unidades de investimento prioritário são as grandes responsáveis pelo crescimento da empresa. A maioria dos investimentos e atenção devem ser dedicados a fazer essas unidades se expandirem e gerarem o máximo de retorno possível.

Teste o LUZ Prime por 7 Dias e Escale sua Consultoria com Modelos

Investimento seguro e crescimento

Uma parte dos investimentos deve ser feita nessas unidades de negócio, mas sem deixar de lado as melhorias e correções de falhas que levaram à pontuação média em um dos eixos.

Investimento seletivo/cauteloso

Existe um risco moderado quanto ao sucesso dessas unidades de negócio. Além de calcular as ameaças, investimentos só devem ser feitos se sobrar capital dos investimentos prioritários, seguros e de crescimento.

Expansão limitada ou colheita

Se a unidade de negócio gera dinheiro, vale a pena investir o mínimo possível para ela continuar operando. Caso contrário, o caminho é reduzir investimentos e planejar uma saída gradual.

Zona de perigo: colher e/ou desinvestir

Nem a unidade de negócio, nem o mercado apresenta perspectiva de sucesso. Como as expectativas são baixas, a recomendação é deixar de investir nessa unidade para minimizar as perdas.

4 passos para analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey

Com a Matriz GE-McKinsey, você pode ajudar os seus clientes a entenderem o cenário em que estão inseridos e a direcionar os investimentos para os lugares certos.

Fique sabendo que existem ferramentas prontas para tocar esse processo de forma eficiente, como a Planilha Matriz GE / McKinsey em Excel 4.0 da LUZ. Ela automatiza os passos que vamos descrever a seguir:

1. Liste as unidades de negócio do seu cliente

A primeira coisa a se fazer é listar todas as unidades de negócio ou o portfólio de produtos/serviços da empresa que devem ser analisados.

Uma grande varejista, por exemplo, tem diversas áreas, como livros e e-books, eletrodomésticos, telefones e celulares, informática, ar e ventilação, TV e vídeos, móveis e utilidades domésticas, entre outras.

Nesse momento, você não precisa se preocupar com a ordem. O mais importante é não se esquecer de nenhuma área.

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: planilha com a lista de unidade de negócio e notas dos eixos

2. Atribua notas para cada unidade de negócio

Após ter listado todas as áreas, é hora de classificá-las conforme o grau de atratividade e força competitiva.

Na Planilha Matriz GE / McKinsey em Excel 4.0 da LUZ, basta abrir a aba de “Cadastros”, inserir as unidades de negócio nas células e selecionar as notas para as duas variáveis.

Então, a ferramenta posiciona automaticamente as áreas nos quadrantes da Matriz GE-McKinsey.

Teste o LUZ Prime por 7 Dias e Escale sua Consultoria com Modelos

Uma dica é analisar as áreas comparativamente, em vez de individualmente. Por exemplo, se a demanda por eletrodomésticos é maior do que a de livros e e-books, a primeira unidade deve ter uma maior pontuação que a segunda por conta do melhor desempenho.

Interprete a classificação de cada unidade de negócio 

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: planilha de interpretação da força das unidades de negócio

Ao visualizar as áreas da empresa de forma gráfica, fica mais fácil ter uma dimensão do todo.

Afinal, cada quadrante indica a maneira mais adequada de investimento: prioritário, seguro e crescimento, seletivo/cauteloso e expansão limitada ou colheita

Por ser uma ferramenta visual, isso ajuda você a mostrar de forma simples para os seus clientes como a interpretação foi feita.

3. Elabore um plano de ação

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: planilha com planos de ação para as unidades de negócio

Após concluir as análises, é hora de agir. Ou seja, de criar um plano de ação a partir das informações obtidas pela Matriz GE-McKinsey.

Já pensando nesta etapa, a Planilha Matriz GE / McKinsey em Excel 4.0 da LUZ conta com uma aba desenvolvida para traçar os planos de ação e fazer o devido acompanhamento.

Junto do seu cliente, você consegue definir ações para cada unidade de negócio, atribuir responsáveis, definir prazos de conclusão e status.

4. Analise o cenário geral da empresa

Como analisar o negócio do seu cliente com a Matriz GE-McKinsey: dashboard de planilha da LUZ com análise das unidades de negócio

Mais do que apenas identificar se faz sentido ou não investir em determinadas áreas, produtos e serviços de uma empresa, a Matriz GE-McKinsey deve ser vista como uma ferramenta estratégica.

Isso porque ela serve de apoio para o planejamento estratégico das organizações. 

Por trazer um panorama em relação ao mercado, permite aos consultores ajudar os clientes a definirem objetivos e metas para o futuro.

E fique sabendo que a planilha da LUZ ainda conta com um painel de indicadores e um painel de controle dos planos de ação com dados e gráficos que facilitam a análise global. 

Ao usar metodologias consolidadas, você aumenta o nível de qualidade dos seus projetos e passa para os seus clientes a segurança que eles tanto procuram ao contratar um serviço de consultoria.

Quer conferir na prática como essa ferramenta funciona? Faça o teste gratuito da Planilha Matriz GE / McKinsey em Excel 4.0 da LUZ!

Teste o LUZ Prime por 7 Dias e Escale sua Consultoria com Modelos

Conteúdos semelhantes

Deixe um comentário

×

 

Suporte LUZ

× .