Planilha de Orçamento Empresarial em Excel 4.0

Planilha de Orçamento Empresarial em Excel 4.0

GOSTOU DESSE MODELO?

Teste gratuitamente

Esta ferramenta faz parte do LUZ Prime, uma plataforma criada para ajudar negócios a ganharem escala com modelos prontos, cursos e comunidade. Tenha acesso a:

  • Mais de 250 Planilhas
  • Mais de 150 Apresentações, Prompts de IA, Manuais e mais

Para utilizar esta ferramenta você precisa ter um plano ativo.

Você pode testar grátis por 7 dias clicando abaixo:

Já é cliente LUZ Prime? Baixe este modelo na Área de Membros 

Faça um planejamento de receitas, gastos e investimentos e acompanhe, mensalmente se o seu resultado está melhor ou pior do que o planejado.

Forma de Rateio do Orçamento

Cadastre um tipo de rateio (por vendedor, por canal de venda, área da empresa, centro de custo e produto ou serviço), depois registre todos os itens relacionados para iniciar o orçamento.

Orçamento Empresarial

Faça o orçamento das receitas, gastos e investimentos de acordo com o que foi cadastrado.

Resultado Financeiro

Área para acompanhamento do resultado de receitas, gastos e investimentos para cada um dos itens listados.

Relatório de Orçamento e Resultado Financeiro

Veja os relatórios com o consolidado do orçamento e do resultado financeiro (de receitas, gastos e investimentos) mensalmente.

Orçado x Realizado

Veja, em cada mês, o resumo dos resultados percentuais da diferença entre o que foi orçado e o que se realizou de fato.

Análise Específica

Escolha um dos itens cadastrados e faça uma análise do orçado x realizado para ele especificamente.

Dashboard de Orçamento Empresarial

Veja seus resultados consolidados de forma gráfica para ter rápida análise e tomada de decisão. Aqui você também verá alguns indicadores importantes para a sua gestão financeira.

 

Vídeo Explicativo desse Modelo

O que é orçamento empresarial?

O orçamento empresarial é o documento que reúne todos os dados de despesas e receitas da empresa para um determinado período, geralmente mensal ou anual.

Esse instrumento serve como ferramenta de organização financeira e base para a construção do planejamento estratégico do negócio.

Para isso, mais do que se basear em dados passados, o orçamento empresarial faz uma análise da situação financeira diante das perspectivas de mercado.

E seu objetivo principal é garantir que as despesas sejam menores que as receitas e aumentar os lucros.

Diversos caminhos podem ser seguidos para alcançar tal objetivo.

Seja qual for a estratégia, o sucesso dela depende de um orçamento empresarial bem elaborado, detalhado, com todas as estimativas necessárias.

Dessa maneira, a empresa consegue ter um controle financeiro mais eficiente, traçar metas com base nas projeções e monitorar a sua evolução.

Qual a importância do orçamento empresarial?

Todo negócio precisa de um orçamento empresarial se quiser melhorar os resultados, crescer e aumentar o lucro.

Na hora de abrir uma empresa, por exemplo, o orçamento permite calcular os custos iniciais para ter um planejamento realista.

Ele também é importante para o financiamento de novos projetos, lançamento de produto ou serviço e monitoramento constante do negócio.

Ou seja, o orçamento empresarial se mostra fundamental para a tomada de decisão sobre assuntos que envolvam recursos financeiros.

Além disso, a partir do monitoramento, a empresa pode estimativas mais precisas, alocar recursos nos lugares certos, reduzir custos, criar novas estratégias de captação e planejar futuros investimentos.

Muitos negócios enfrentam dificuldades para operar dentro de um orçamento ideal — e não existe nenhum segredo para isso.

Porém, ao investir no orçamento empresarial, fica mais fácil corrigir erros, cortar gastos e manter a estabilidade do negócio. 

Como fazer um orçamento empresarial em 7 passos

Depois de entender a importância do orçamento empresarial, é hora de descobrir como construir o documento.

Confira, a seguir, quais são as etapas imprescindíveis:

1. Elabore um diagnóstico do negócio

O primeiro passo é conhecer a situação financeira da sua empresa ou do seu cliente.

Isso porque, antes de fazer qualquer projeção, você precisa elaborar um diagnóstico geral a partir de dados referentes, pelo menos, aos 3 últimos anos:

  • gastos com tributação;
  • despesas ordinárias;
  • média de vendas;
  • lucro médio.

Analise os relatórios com atenção para tentar identificar os períodos de pior e melhor desempenho. E quais fatores podem ter influenciado os resultados, como a sazonalidade nas vendas, por exemplo.

Com essas informações em mãos, busque entender se a empresa está evoluindo ou se mudanças devem ser feitas para impulsionar os resultados do negócio.

2. Defina objetivos e metas

Depois de conhecer a realidade da empresa, o segundo passo é traçar objetivos e metas para o período considerado.

Para o orçamento empresarial funcionar como uma ferramenta de planejamento, a empresa precisa saber onde deseja chegar.

Mas seja cuidadoso, já que as metas precisam ser realistas. Ou seja, devem ser condizentes com os recursos e estrutura disponíveis.

Uma boa dica é consultar o Plano de Negócios para traçar metas mais alinhadas aos objetivos estratégicos.

3. Escolha uma ferramenta adequada

Antes de começar, de fato, a estruturar o orçamento empresarial, você precisa escolher uma ferramenta para usar, como uma planilha.

Afinal, é importante reunir todas as informações num único lugar.

A Planilha de Orçamento Empresarial em Excel 4.0 foi criada justamente para isso. 

Serve de modelo para diversos tipos de negócio que precisam se planejar financeiramente e acompanhar os resultados com frequência.

Esse tipo de planilha permite otimizar o seu trabalho, já que, além de permitir o registro de todos os dados, ela gera relatórios de forma gráfica para a tomada de decisões mais assertivas.

4. Reúna todos os dados do orçamento

Com a planilha em mãos, o trabalho de registro de dados necessários para montar o orçamento empresarial se torna mais prático.

Veja quais são as informações que não podem faltar:

  • receitas;
  • investimentos;
  • despesas;
  • custos de produção;
  • fluxo de caixa projetado;
  • ativo fixo;
  • empréstimos.

Se quiser obter bons resultados para o período, lembre-se de criar um orçamento mais completo possível.

5. Liste todos os custos

A quinta etapa está atrelada à anterior. Aqui, o trabalho consiste em registrar todos os custos fixos e variáveis.

Os custos fixos dizem respeito aos gastos que não variam de acordo com as vendas, como, por exemplo:

  • aluguel de escritório e/ou espaço comercial;
  • impostos municipais, estaduais e federais;
  • hospedagem e manutenção de site;
  • serviço de contabilidade;
  • salário de funcionários;
  • serviço de limpeza.

Já os custos variáveis são aqueles que podem ser menores ou maiores dependendo da das vendas:

  • contas de água, energia elétrica, telefone e internet;
  • compra de matéria-prima;
  • transporte e deslocamento;
  • comissão de vendedores.

É fundamental que os dados sejam precisos.

Afinal, a partir dessas informações, é possível identificar problemas e avaliar a necessidade de repensar determinados pontos para reduzir os gastos.

6. Faça uma projeção empresarial

Então, é horar de montar uma projeção para o período em questão, que deve ser feita a partir dos dados reunidos nas etapas anteriores.

Nessa projeção, você deve estimar as receitas, despesas, provisão do capital de giro, aquisição de equipamentos e materiais, investimentos e projeção de crescimento do negócio.

Para chegar nessas estimativas, vale a pena fazer uma projeção de vendas.

Ou seja, de quanto a empresa espera vender durante o período, tendo como referência o histórico dos últimos anos.

Não se esqueça também de considerar outras receitas eventuais, além da venda de produtos e/ou serviços, como locações, direitos autorais e de imagem, aplicações financeiras, etc.

Uma ótima sugestão é montar um calendário com o que a empresa deseja realizar ao longo do período.

Dessa forma, facilita o cumprimento do cronograma, evitando que os gastos sejam maiores do que o limite e extrapolem a receita.

7. Monitore os resultados durante o período

Por fim, não deixe de acompanhar o orçamento durante o período determinado.

Esse monitoramento é tão importante quanto as etapas anteriores, pois permite reconhecer problemas desde o início.

Portanto, estamos falando de uma medida efetiva de prevenção.

Além de identificar falhas, o monitoramento do orçamento ajuda a empresa a encontrar oportunidades e aumentar a competitividade no mercado.

Seja Prime e tenha acesso a centenas de modelos prontos de planilhas e apresentações profissionais!

Cuidar com atenção do orçamento empresarial é uma das grandes responsabilidades das empresas.

Por se tratar de um trabalho que envolve uma série de dados e análises, contar com uma ferramenta pronta para o que você e o seu cliente precisa faz toda a diferença.

Ainda não é assinante do LUZ Prime? Faça uma avaliação grátis por 7 dias e baixe a Planilha de Orçamento Empresarial em Excel 4.0!

antes de sair...

Que tal assistir um vídeo explicativo desta ferramenta?

Planilha de Orçamento Empresarial em Excel

Planilha de Orçamento Empresarial em Excel 4.0

Ganhe produtividade na sua consultoria com modelos prontos
×

 

Suporte LUZ

× .